Terapia Sacro-craniana - o que é?

A grandeza do corpo humano é compreendida quando descobrimos o quanto ele está relacionado entre si, de modo que qualquer sistema pode afetar a unidade funcional. 

A terapia sacro-craniana, tal como o nome sugere, relaciona o osso do crânio com um osso da pélvis, o sacro. Intervém no sistema fisiológico craniossacral, cuja função é proteger o cérebro e a medula espinhal  e da qual fazem parte:

✔ as membranas cranianas;

✔ as meninges;

✔ o liquído cefalorraquidiano.

O meio de união entre o crânio e o sacro, será, portanto, a nossa coluna vertebral através do canal medular, que fica exposta a tensões vindas de lesões craniais (cadeias descendentes) e/ou lesões no sacro (cadeias ascendentes) que provocam alterações nas estruturas musculares, ligamentares, tendinosas e membranosas, causadas por alterações no sistema nervoso, hormonal e bioquímico, colocando em causa o funcionamento e equilíbrio corporal.

Lesões que afetem o crânio podem surgir por:

✔ traumatismos;

✔ compensações corporais;

✔ problemas psicossomáticos;

✔ má oculsão.

O crânio repousa sobre a coluna cervical, sendo esta o vértice da pirâmide corporal e a partir da qual se transmitem as tensões. Já o sacro corresponde à base da pirâmide e de igual modo, lesões por traumas, musculares e de mobilidade deste osso também provocam tensões na dura-máter. O crânio e o sacro são duas peças ósseas com mobilidade sincronizada, pelo que qualquer tensão anormal provoca uma dessincronização e aparecimento de disfunções corporais.

Com a terapia sacro-cranial pretende-se restabelecer todo o corpo, e o tecido conetivo - fáscia - é o enlace de todos os sistemas que compreendem a unidade funcional que é o corpo humano. Desta forma, com técnicas craniais e fasciais, esta terapia foca-se na libertação das restrições do sistema fisiológico craniossacral, para assim, ajudar na recuperação dos restantes sistemas implicados, como por exemplo o sistema nervoso, a restabelecer a sincronização entre o sacro e crânio. Consequentemente, ajuda o corpo a fazer as suas próprias correções onde forem necessárias, havendo ganhos de mobilidade e aumento de energia. 

Para a aplicação das técnicas são usadas, somente, as mãos com um toque leve, sem dor e sem desconforto para o paciente. 

A terapia sacro-craniana pode ser aplicada a qualquer faixa etária e mesmo sendo poucas as contraindicações, deve sempre procurar um especialista para a sua aplicação.

Se quiser marcar a sua sessão connosco, agende aqui e fique a conhecer!

Siga-nos

@daikispace